Concurso Tim Lopes
3ª Edição – Vencedores

 

ANDI e Instituto WCF anunciam vencedores do
3° Concurso Tim Lopes de Investigação Jornalística
18/08/2006 (Pauta ANDI)

  • Júri decide premiar seis projetos, em lugar de apenas cinco.
  • Vencedores receberão bolsas de incentivo à investigação e apoio técnico para produzir as reportagens propostas, além de prêmio em dinheiro.

Acabam de ser selecionados os vencedores do 3° Concurso Tim Lopes de Investigação Jornalística. As melhores propostas de pauta sobre “Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” receberão bolsas de incentivo à investigação – que devem ser investidas na produção das reportagens – além de apoio técnico de especialistas nesse tema.

A comissão julgadora destacou a grande qualidade dos trabalhos apresentados nas cinco categorias do prêmio – o que levou à decisão de incluir entre os selecionados mais um projeto de “Mídia Impressa”. Nesta terceira edição do concurso, portanto, haverá seis vencedores, e não cinco, como previsto inicialmente. Outras duas propostas receberam Menção Honrosa.

Sobre o Concurso Tim Lopes
O prêmio busca estimular a mídia a elaborar reportagens aprofundadas sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes, contribuindo para o debate sobre políticas públicas de enfrentamento ao problema. A iniciativa foi criada em 2002 pela ANDI, em parceria com o Instituto WCF-Brasil, e conta com o apoio técnico do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), da OIT (Organização Internacional do Trabalho), da FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas) e da ABRAJI (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo). O nome do concurso é uma homenagem ao repórter da Rede Globo assassinado enquanto investigava a exploração sexual de adolescentes em bailes funk em uma favela do Rio de Janeiro.

Conheça os vencedores:

Categoria “TV”
• Alinne Passos Lobato e equipe – Rede Record (SP)

Categoria “Mídia Impressa”
• Érika Klingl – Correio Braziliense (DF)
• Ricardo Mendes e equipe – A Tarde (BA)

Categoria “Rádio”
• Carlos Morais e equipe – Rádio Jornal do Commércio (PE)

Categoria “Outras Mídias/Mídia Alternativa”
• Fernanda Sucupira – Agência Carta Maior (SP)

Categoria “Temática Especial – Exploração Sexual de Crianças em Rodovias”
• Cláudio Ribeiro e equipe – O Povo (CE)

Menções honrosas

Categoria “Outras Mídias/Mídia Alternativa”
• Dyan Karen Lacerda Leite – ONG Escola Brasil (DF)
 
Categoria “Temática Especial – Exploração Sexual de Crianças em Rodovias”
• Rosana Zucolo – Agência Central Sul (RS)

“Percebemos uma evolução muito grande na qualidade das propostas apresentadas esse ano. O fato de premiarmos seis trabalhos, ao invés de cinco, é um sinal de que o concurso está efetivamente contribuindo para incentivar os jornalistas a aprimorarem o trabalho investigativo nessa temática do abuso e da exploração sexual”, afirma Ana Drummond, diretora executiva do Instituto WCF-Brasil.

“Os resultados alcançados comprovam o amadurecimento das redações na compreensão sobre a importância do trabalho de controle social exercido pela imprensa. O nível dos projetos, que vieram de diversas partes do País, cresce a cada edição do “Tim Lopes”. Isso nos leva a acreditar que o concurso cumpre sua proposta de estimular o debate público sobre este grave problema e a reflexão sobre as soluções que o País está desenvolvendo”, avalia Veet Vivarta, secretário executivo da ANDI. 

O valor da bolsa de incentivo à investigação é de R$ 9.500 (R$ 14.500 para a categoria “TV”). A partir de agora as equipes selecionadas entram na fase de produção das reportagens, que devem ser veiculadas no período de 30 de outubro a 15 de dezembro. Após a publicação das matérias, os autores receberão prêmio em dinheiro no valor de R$ 2.500.

Sobre o júri
Saiba quem compôs o corpo de jurados do 3° Concurso Tim Lopes de Investigação Jornalística:
• Alison Sutton – oficial de projetos do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância)
• Ariel de Castro – assessor jurídico da Fundação Projeto Travessia e membro da Comissão da Criança e do Adolescente do Conselho Federal da OAB
• Carolina Padilha – coordenadora de projetos do Instituto WCF-Brasil
• Gabriela Athias – Jornalista Amiga da Criança e pesquisadora da Unesco (Fundo das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura)
• Inês Berloffa – coordenadora do Prêmio Ethos de Jornalismo (Instituto Ethos)
• Isis Lima Soares – integrante da ONG Cala-boca já morreu
• Jussara Mangini – coordenadora de comunicação do GIFE (Grupo de Institutos Fundações e Empresas)
• Luis Egypto – editor chefe do Observatório da Imprensa
• Maria de Lourdes Augusto – coordenadora de comunicação da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas)
• Marlene Vaz – socióloga e pesquisadora do tema “Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil”
• Tânia Lopes– irmã do jornalista Tim Lopes
• Veet Vivarta – secretário executivo da ANDI (Agência de Notícias dos Direitos da Infância)

 

Patrocínio