Publicidade

Sociedade civil em defesa de uma mídia sem violações de direitos

Mais de 50 organizações lançam manifesto pedindo o fim do financiamento da violência veiculada em programas policialescos. Ao se valer de sensacionalismo e violência, tais programas violam sistematicamente inúmeros direitos humanos, se aproveitam da exposição indevida da imagem de vítimas e acusados, da promoção do racismo, do machismo e da homofobia, além de legitimarem e estimularem violências institucionais, como a policial, para atrair audiência

A publicidade como estratégia de financiamento dos programas policialescos

Em maio de 2016 a ANDI Comunicação e Direitos lançou o volume III do Guia de Monitoramento: Violações de direitos na mídia brasileira. O trabalho é fruto de uma ampla articulação com a sociedade civil e com instituições do Estado. Iniciada em 2013, seu objetivo é promover o debate em torno das práticas antidemocráticas e anti-humanistas dos programas ditos “policialescos”.

Evento reúne parlamentares favoráveis à regulação da publicidade infantil

Lançamento do Caderno Legislativo – Publicidade Infantil 2018 é marcado pela defesa de normas rígidas sobre a publicidade infantil. A diretora de advocacy do Alana, Isabella Henriques, frisou que já existe uma estrutura legal forte para proteger crianças e adolescentes. "Para que esta proibição se torne efetiva, no dia-a-dia, a aprovação de uma lei consolidando este entendimento é muito importante, em que pese a legislação existente"

Autorregulação só funciona com participação do Estado e da sociedade

Análise do tema no Brasil e no mundo é apresentada em novo livro com pesquisa sobre os modelos existentes no mundo e análise do contexto brasileiro por especialistas. A autorregulação de agentes econômicos que favorece a participação social e conforma-se perfeitamente à regulação do Estado pode se mostrar útil e bem-sucedida em encontrar soluções normativas para o estabelecimento de limites éticos à publicidade

Criança e Consumo lança livro sobre os sistemas autorregulatórios de publicidade infantil em diferentes países

Na próxima segunda-feira, dia 26, será lançado na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi, em São Paulo, o livro “Autorregulação da Publicidade Infantil no Brasil e no Mundo”. A obra foi produzida pelo programa Criança e Consumo, do Alana, e a ANDI - Comunicação e Direitos. 

OPAS propõe regulação da publicidade sobre bebidas alcoólicas para reduzir consumo entre jovens

Estimativas compiladas pela OPAS revelam uma alta incidência do consumo episódico e excessivo de bebidas alcoólicas entre indivíduos de 15 a 19 anos nas Américas — 29,3% entre os homens e 7,1% entre as mulheres. Documento propõe regulações no marketing de produtos nocivos à saúde