Meio Ambiente

Desastres naturais levam 24 milhões de pessoas por ano a situações de pobreza

Catástrofes naturais fazem com que, anualmente, 24 milhões de indivíduos sejam levadas à miséria, alertou na semana passada o secretário-geral da ONU, António Guterres. Dirigente pediu mais compromisso com marcos globais para combater a ameaça dos desastres. Segundo novo relatório do Escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres (UNISDR), fenômenos extremos deslocam cerca de 14 milhões de pessoas por ano

Plataforma “A Criança e o Espaço: a cidade e meio ambiente” aborda o direito das crianças à cidade e traz histórias de iniciativas inspiradoras

Portal reúne informações, sugestões e histórias de iniciativas de sucesso que dizem respeito aos espaços na cidade voltados para o bom desenvolvimento infantil das crianças de até seis anos. Além de navegar na plataforma e enviar sugestões de projetos inspiradores, o público pode fazer download gratuito de um livro digital

Criança e Natureza apresenta Soluções Inovadoras em mesa de debate do IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável

O encontro reunirá prefeitos de todo o Brasil; o programa, do Instituto Alana, apresentará a importância de se pensar a relação da criança com a natureza na elaboração de políticas públicas. Mesa de debate ‘Cidades inclusivas e igualitárias’, será dia 25 de abril, às 9h, em Brasília

UE apresenta exemplos de sucesso de cidades inteligentes durante Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável

O evento acontece de 24 a 28 de abril, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília (DF), do qual devem participar cerca de 500 prefeitos, além de técnicos municipais, acadêmicos e empresários. Durante o encontro, a UE reforçará o compromisso com uma Nova Agenda Global

Fundação Banco do Brasil e ONU abrem inscrições para prêmio sobre desenvolvimento sustentável

Até 31 de maio, o Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2017 recebe inscrições de iniciativas desenvolvidas para resolver problemas em seis áreas — água e meio ambiente, agroecologia, economia solidária, educação, saúde e bem-estar, cidades sustentáveis e inovação digital