Realização: 

ANDI, Cortez Editora. Com apoio do W.k. Kellogg Foundation

Na Sala de Espera (Série Mídia e Mobilização Social: Volume 9)
Ano: 
2006

A saúde integral da juventude é um dos principais pressupostos para o efetivo desenvolvimento social dos países, destaca o Marco Conceitual da Saúde do Adolescente, da Organização Mundial de Saúde (OMS). Uma nação como o Brasil necessita dedicar atenção redobrada a esse tipo de alerta: abrigamos hoje nada menos que 35 milhões de indivíduos entre 15 e 24 anos, que representam mais de 20% de nossa população, de acordo com o IBGE.

Esse contingente de novos cidadãos nos coloca diante da possibilidade, por um lado, de investirmos em transformações de cunho social que não somente apresentem larga abrangência, mas que se mostrem, também, sustentáveis ao longo do tempo. Por outro lado, fica muito evidente que os dados demográficos pressionam o Brasil a assumir plena responsabilidade para com esse segmento populacional: cabe assegurar concretamente os direitos reconhecidos por nossa legislação – e aqui ocupa posição de destaque o acesso à saúde –, de maneira a viabilizar o adequado florescimento das potencialidades e projetos de vida de todos os garotos e garotas.

É de amplo conhecimento, lamentavelmente, que esse desafio não vem sendo enfrentado à altura. Números do Censo 2000, do IBGE, deixam claro que grande parte de nossos jovens ainda encontra-se submetida a um contexto absolutamente desfavorável: 32% deles vivem abaixo da linha da pobreza, enquanto outros 26% contam com renda per capita entre meio e um salário mínimo. Dentre os diversos impactos que daí derivam, deve ressaltar-se que são afetadas muito diretamente as condições de saúde e a qualidade de vida dos adolescentes e jovens brasileiros.

A ANDI e as entidades que estiveram envolvidas em diferentes etapas do projeto Mídia e Saúde do Adolescente – Fundação W.K. Kellogg, Unicef e Área de Saúde de Adolescente e do Jovem do Ministério da Saúde – consideram a participação dos meios de comunicação como estratégica para que se possa responder de forma efetiva ao compromisso de garantir uma vida saudável às inúmeras “adolescências” e “juventudes” brasileiras, marcadas por tantas diferenças étnicas, culturais, sociais e econômicas.

Nesse sentido, diversos profissionais atuantes nas redações, ao lado de especialistas, de formuladores de políticas públicas e de adolescentes e jovens, contribuíram para a elaboração deste Na Sala de Espera. Nosso desejo é que os conteúdos aqui reunidos possam apoiar o processo de fortalecimento de uma imprensa socialmente responsável e cada vez mais alinhada com o desenvolvimento integral do País.

Os livros da Série Mídia e Mobilização Social não estão disponíveis em formato eletrônico. Para adquirir as publicações entrar em contato com:

Cortez Editora
Rua José Maria de Faria, 470 - Lapa de Baixo
CEP 05038-190 - São Paulo - SP
Telefone/Fax: 55 11 3611-9616
Link para a publicação no site da Editora (clique aqui)