Arquivo: 
Download pdf (2.42 MB)
Realização: 

ANDI e Secretaria de Direitos Humanos. Com apoio da UNESCO

Mídia e Direitos Humanos
Ano: 
2006

Conflitos armados, desigualdades sociais, fome e miséria, discriminação contra as minorias – estes são apenas alguns dos exemplos de violações aos princípios mais essenciais dos Direitos Humanos que, cotidianamente, impactam a vida de bilhões de pessoas em todo planeta. Tais situações nos revelam os imensos desafios que inúmeros países – entre os quais o Brasil – terão de enfrentar para cumprir, até 2015, os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – ou seja, a garantia dos Direitos Humanos mais básicos. Nesse grave cenário, é preciso apontar, entretanto, sinais reveladores do crescente compromisso dos Estados Nacionais, organismos internacionais, organizações nãogovernamentais, empresas e entidades acadêmicas, além de cidadãos e cidadãs, com a defesa, garantia e promoção desses direitos.

A presente publicação reúne um rico conteúdo sobre esses dois universos: o das lacunas e o dos progressos no campo dos Direitos Humanos. O objetivo central, ao traçar esse cenário, é ressaltar o papel decisivo que a imprensa desempenha na efetivação desses princípios. Em um País como o nosso, em que muitas das liberdades civis e políticas estão razoavelmente asseguradas, os profissionais da mídia contam com a ambiência adequada para avançar tanto no processo de agendamento do tema junto à opinião pública quanto no controle social das políticas voltadas para as diversas áreas a ele associadas.

A partir das ações do projeto Mídia e Direitos Humanos, a ANDI, a Secretaria Especial dos Direitos Humanos e a Unesco esperam contribuir diretamente para ampliar esse debate. Os dados, conceitos, entrevistas, artigos e outros conteúdos publicados nas próximas páginas revelam que, no contexto brasileiro, não faltam recursos e oportunidades para que o acesso a esses direitos venha a ser estendido a toda a população, no bojo de um processo de desenvolvimento verdadeiramente inclusivo e sustentável.