19 de Janeiro de 2012
Taxa de desemprego na América Latina e Caribe atingiu nível mais baixo do século em 2011, afirma OIT

A taxa de desemprego urbano na América Latina e no Caribe continuou diminuindo em 2011 até chegar a um nível histórico de 6,8%, informou a Organização Internacional do Trabalho (OIT) ao apresentar uma nova edição de seu relatório anual Panorama Laboral, no qual adverte sobre a necessidade de melhorar a qualidade dos empregos.

“Não há dúvida de que a evolução da taxa de desemprego foi muito positiva durante os últimos anos, e isto deve servir de base para avançar de forma mais decidida em direção a mercados de trabalho que gerem não somente mais emprego mas também melhores empregos”, disse a Diretora Regional da OIT para a América Latina e Caribe, Elizabeth Tinoco. Ela qualificou a taxa como “histórica”, tratando-se do registro mais baixo do século, que se iniciou com níveis superiores a 10%.

Mas a tendência de queda poderá ser interrompida em 2012. A previsão é de desaceleração do crescimento econômico regional. A taxa poderia permanecer em 6,8%. O Panorama Laboral 2011 da América Latina e Caribe também adverte sobre o desemprego entre os jovens, a persistência da informalidade, a baixa cobertura da seguridade social e a necessidade de enfrentar a pobreza rural através do trabalho.

A atual taxa de desemprego urbano implica que 15,5 milhões de mulheres e homens ainda não conseguem emprego. O Panorama Laboral é editado anualmente pelo Escritório Regional da OIT e está baseado nas estatísticas oficiais mais recentes fornecidas pelos países latino-americanos e caribenhos.

(Fonte: ONU Brasil)

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.