31 de Janeiro de 2012
Projetos de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes do Brasil podem ser executados em El Salvador

Delegados de El Salvador e Brasil se reuniram em Brasília (DF) em 27 de janeiro para avaliar o andamento de um projeto de cooperação firmado entre os dois países que prevê a troca de informações sobre tecnologias de combate à violência sexual de crianças e adolescentes.

A campanha "Não Bata, Eduque", foi uma das ações elogiadas pela delegada Hazzel Romero. Segundo ela, essa e outras práticas brasileiras serão levadas para El Salvador. Os técnicos salvadorenhos, responsáveis por entender a metodologia adotada nas campanhas relacionadas, avaliaram de forma positiva a agenda seguida em 2011 pela Secretaria de Direitos Humanos (SDH).
 
Aproveitando a visita ao Brasil, os técnicos conheceram a estrutura do Disque 100 e a metodologia do PAIR (Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento da Violência Sexual Infanto-Juvenil no Território Brasileiro).
 
Participaram da reunião o coordenador técnico do Pnevsca (Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes), Joacy Pinheiro, e o assessor internacional da SDH, Francisco George.
 
Fonte: Secretaria de Direitos Humanos
Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.