17 de Abril de 2012
Profissionais de comunicação, especialistas e fontes desenvolverão extenso debate sobre o tema
  • Encontro vai reunir 240 profissionais de comunicação, especialistas e gestores
  • Programação inclui palestras, rodas de debate, grupos de trabalho, lançamentos de publicações, exposição de fotos e cerimônia de diplomação de 20 novos “Jornalistas Amigos da Criança”

Profissionais de comunicação, especialistas e agentes da Sociedade Civil estarão reunidos de 22 a 24 de maio, em Brasília (DF), em uma extensa programação de atividades que fazem parte do seminário Direitos em Pauta: Imprensa, Agenda Social e Adolescentes em Conflito com a Lei.

O encontro, que reunirá 240 profissionais da área e fontes de informação do Brasil e de outras nações latino-americanas, vai levantar o debate sobre a realidade vivida pelos adolescentes em conflito com a lei, temática polêmica e que historicamente enfrenta graves obstáculos para conquistar espaço qualificado na esfera pública de discussões.

Ao longo de três dias, o seminário vai estimular os participantes a identificarem parâmetros que balizem a construção de um noticiário ético, pautado pela investigação das políticas de atendimento a esses segmentos.

Entre outras personalidades convidadas para compartilhar sua visão sobre a temática, o programa do evento conta com Caco Barcellos, Oscar Vilhena Vieira, Gilberto Dimenstein, Leoberto Brancher, Mauri Konig, Rosa Maria Ortiz, Marcelo Canellas, Carmen Oliveira, Eliane Trindade, Conceição Paganelle e Ricardo Noblat.
O evento é realizado pela ANDI – Comunicação e Direitos em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, contando com patrocínio da Petrobras e apoio do Instituto Camargo Corrêa.

Qualificar o debate

Para o secretário-executivo da ANDI, Veet Vivarta, a questão do adolescente em conflito com a lei “é um tema cercado de preconceitos e estereótipos, de dificuldades para o avanço nas políticas públicas e de problemas na cobertura da imprensa”. Ele revela que recente análise sobre o noticiário de jornais das diversas regiões do País diagnostica forte tendência a uma abordagem factual, centrada no mero registro dos atos violentos. Pouco se discute sobre as causas e soluções relacionadas à problemática ou sobre o grau de efetividade do marco legal e dos programas que entes governamentais e da sociedade civil vêm implementando.

“Por certo temos nessa cobertura excelentes exemplos de jornalismo investigativo, que questionam falhas no sistema de garantia de direitos e discutem caminhos para o aperfeiçoamento destas políticas”, aponta Vivarta. Entretanto, ele destaca que essas reportagens são exceção em meio a uma produção editorial com sérias limitações desde o processo de elaboração da pauta, à diversidade das fontes ouvidas, à edição final e ao uso de imagens.

Lançamentos

Durante o evento, serão lançadas duas publicações realizadas a partir de parceria estabelecida entre a ANDI e a SDH: o manual "Adolescentes em conflito com a lei: Guia de referência para a cobertura jornalística" e o estudo "Direitos em Pauta: Imprensa, agenda social e adolescentes em conflito com a lei – uma análise da cobertura de 54 jornais brasileiros entre 2006 e 2010”.

Este último documento, além de oferecer uma radiografia detalhada do tratamento editorial dedicado ao tema, traz também análises sobre três aspectos específicos do noticiário: a cobertura do chamado “caso João Hélio” (2007), o conteúdo dos textos de opinião (editoriais, artigos assinados, entrevistas) e os principais argumentos utilizados pelos senadores e deputados federais quando ouvidos pelos repórteres sobre projetos de lei relacionados ao adolescente em conflito com a lei.

Diplomação

No dia de abertura do seminário, 20 profissionais de diversos estados receberão o título de Jornalista Amigo da Criança. Criado em1997, o diploma já foi concedido a 346 profissionais – há cinco anos não ocorre nova titulação. Oferecido pela ANDI e pela Petrobras, a titulação é uma forma de reconhecer jornalistas que trabalham pautados pelo forte compromisso com a ética e com a cobertura da agenda social brasileira.

Inscrições

Além dos profissionais previamente convidados pela ANDI, foram reservadas 80 vagas para demais interessados na temática. Os candidatos puderam realizar a sua  inscrição por meio do site do evento.  

SERVIÇO

O quê: Seminário Direitos em Pauta: Imprensa, Agenda Social e Adolescentes em Conflito com a Lei

Quando: 22 a 24 de maio de 2012

Onde: Brasília (DF)

Público-alvo: Profissionais de comunicação, especialistas da área de Direitos Humanos e gestores públicos

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.