06 de Abril de 2016
Prêmio Educador Nota 10 abre inscrições para a 19ª edição

Estão abertas as inscrições para a 19ª edição do Prêmio Educador Nota 10, que reconhece e dissemina o trabalho de professores e gestores da educação infantil e ensino fundamental de todo o Brasil. Desde 1998, quando a premiação foi criada, 191 profissionais da educação receberam R$ 2,2 milhões em prêmios.

O evento, organizado pela Fundação Victor Civita em parceria com o Grupo Abril, Globo, Fundação Roberto Marinho e Fundação Lemann empenha-se em conhecer e avaliar o trabalho dos educadores e divulgar práticas criativas e bem sucedidas, para que possam ser replicadas e usadas como modelo em todas as regiões do país.

O Educador Nota 10 recebe inscrições de professores, diretores, coordenadores pedagógicos e orientadores de educação infantil e do 1º ao 9º ano do ensino fundamental das seguintes disciplinas: Alfabetização, Língua Portuguesa, Educação Física, História, Arte, Língua Estrangeira, Ciências, Matemática e Geografia. Profissionais que atuam na Educação de Jovens e Adultos (EJA) também podem participar.

Os interessados em participar da seleção devem desenvolver um projeto ou sequência de atividades com seus alunos. Depois, o educador precisa escrever um relato sobre o processo de ensino-aprendizagem, além das dinâmicas às quais os estudantes foram submetidos. O trabalho deve conter justificativa, objetivos, conteúdos, metodologia, adequação das propostas no caso de alunos com Necessidades Educacionais Especiais (NEE), processo de aprendizagem e uma autoavaliação. Em seguida, a coordenação pedagógica da Fundação Victor Civita fica responsável por pré-selecionar os trabalhos. Aqui, é possível encontrar algumas dicas sobre a elaboração do relato e o processo de inscrição no Prêmio.

Premiação

As inscrições serão recebidas até o dia 31 de maio e podem ser realizadas nesse link. Depois desse período, a Comissão Selecionadora irá classificar os autores dos 50 melhores trabalhos, que ganharão uma assinatura de um ano do site Nova Escola Clube. Desse grupo, serão selecionados os 10 projetos vencedores. Cada profissional receberá R$ 15 mil em forma de vale-presente, e terá seu trabalho divulgado na revista e no site Nova Escola e/ou Gestão Escolar.

A última seleção irá eleger o Educador do ano, que receberá, além dos prêmios citados acima, um vale-presente de R$ 5 mil para uso pessoal e outro vale no mesmo valor para a escola onde desenvolveu o trabalho vencedor. A premiação acontecerá em São Paulo, no dia 17 de outubro.

Dicas de quem já venceu 

Em 2015, projetos do Rio Grande do Sul, São Paulo, Pernambuco, Sergipe, Amazonas e Bahia marcaram presença na lista das melhoras práticas educacionais. Entre os temas abordados está “Água limpa para os curumins”, projeto desenvolvido pelo professor Valter Pereira de Menezes com alunos do 9º ano de Parintins, no Amazonas, e “Feira livre: espaço de aprendizagem”, atividade coordenada pela professora Paloma Silva Santos, com alunos do 7º ano de Aracaju, em Sergipe.

O Prêmio de Educador Nota 10 foi para Diego Mahfouz Faria Lima, diretor da Escola Municipal Darcy Ribeiro, de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. A partir do projeto “Minha escola: reconstrução coletiva”, ele contou com a ajuda do corpo docente para, juntos, reduzir o índice de evasão dos alunos e o número de suspensões. Além disso, a abertura da escola aos finais de semana trouxe a comunidade para perto da educação.

Fonte: Porvir

 

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.