07 de Outubro de 2015
Número de pessoas vivendo na extrema pobreza cairá para menos de 10% em 2015, projeta Banco Mundial

O número de pessoas que vivem em extrema pobreza no mundo deve cair para abaixo de 10% da população em 2015 de acordo com projeções do Banco Mundial publicadas nesta segunda-feira (5). Segundo a instituição, a quantidade de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza cairia de 902 milhões – 12,8% da população – para 702 milhões, ou 9,6% das pessoas.

De acordo com dados atualizados, está abaixo da linha da pobreza quem vive com menos de 1,90 dólares por dia. O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, afirmou que as altas taxas de crescimento em países em desenvolvimento nos últimos anos, incluindo investimentos em educação, saúde e segurança social ajudaram a prevenir que pessoas não voltem à situação de extrema pobreza.

Yong Kim destacou, no entanto, que com a redução do crescimento econômico mundial, com países em conflito e o aprofundamento da miséria, o objetivo do Banco Mundial de acabar com a pobreza até 2030 se torna mais difícil.

“Essas projeções mostram que somos a primeira geração na história da humanidade que pode acabar com a extrema pobreza.”, afirmou Kim. O presidente explicou que com a desaceleração da economia, alcançar o objetivo será difícil, “mas continua ao nosso alcance desde que nossas altas aspirações estejam em sintonia com o plano dos líderes dos países que ajudam aos milhões que continuam em situação de extrema pobreza”.

Fonte: ONU Brasil

Patrocínio
Petrobras