13 de Fevereiro de 2015
No Dia Mundial do Rádio, ONU pede maior inclusão dos jovens nesse meio de comunicação

Para a chefe da UNESCO, a juventude não é suficientemente bem representada na mídia, uma situação que reflete a exclusão dessa esfera da população em setores mais amplos da sociedade

Enquanto a comunidade internacional marca a edição 2015 do Dia Mundial da Rádio, as Nações Unidas pediram maior participação dos jovens neste meio de comunicação como ferramenta fundamental para a construção de um futuro sustentável.

Para a diretora-geral da UNESCO, a juventude não é suficientemente bem representada na mídia, uma situação que reflete a exclusão dessa esfera da população em setores mais amplos da sociedade.

Ela também chamou a atenção para a falta de produtores ou radialistas jovens e programas dedicados para ou feitos por jovens. “Esse déficit explica tantos estereótipos de pessoas jovens circulando nos meios de comunicação e nas ondas do rádio”, adicionou, explicando que que aqueles com menos de 30 anos constituem a metade da atual população mundial.

Em 2011, a Conferência Geral da UNESCO designou o 13 de fevereiro como Dia Mundial do Rádio, celebrando a data em que a Rádio ONU foi criada em 1946. Esse meio de comunicação é o veículo mais presente no mundo, com alcance mundial de 95% da população do planeta.

Como resultado, o Dia Mundial do Rádio tem o objetivo de melhorar a cooperação entre radialistas internacionais e encorajar as maiores redes e a comunidade do rádio a promover o acesso a informação, liberdade de expressão e igualdade de gênero.

Este ano, o tema principal é a promoção da juventude no rádio, tanto na maior participação neste meio de comunicação, como para que se tornem facilitadores para a promoção do desenvolvimento sustentável.

Fonte: ONU Brasil

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Esta publicação, que integra atividades desenvolvidas pela Rede ANDI América Latina, apresenta uma visão ampla de 10 temas centrais para que a região avance na garantia, promoção e proteção dos direitos de crianças e adolescentes no campo da mídia.