05 de Maio de 2015
FAO e Brasil oferecem curso sobre alimentação escolar sustentável a oito países da região

Cidadãos da Guatemala, Peru, Paraguai, Honduras, El Salvador, República Dominicana, Costa Rica e Venezuela podem inscrever-se, até o dia 13 de maio, no curso de alimentação escolar sustentável. A quinta edição do curso “Alimentação escolar: desenvolvimento de programas sustentáveis a partir do caso brasileiro” é semi-presencial e acontecerá entre os dias 25 de maio e 9 de agosto de 2015.

Os interessados podem também se postular a 50 bolsas para cada país, oferecidas pelo projeto de fortalecimento dos programas de alimentação escolar, do programa de cooperação internacional Brasil-FAO. No quatro anos de vigência, o curso já capacitou mais de 1.300 pessoas na América Latina e Caribe, de diversos países da região.

Gestores públicos, professores, estudantes, profissionais e técnicos que trabalhem em áreas correlacionadas podem participar. O curso é realizado pelo núcleo de capacitação em políticas públicas, do Escritório Regional da FAO, localizado no Chile.

O objetivo do curso é informar sobre políticas nacionais de alimentação escolar como uma ferramenta para fortalecer a segurança alimentar e a luta contra a fome. Baseada na experiência brasileira, o curso contribui com informação útil para fortalecer políticas de desenvolvimento social e para a elaboração de políticas locais.

Entre outros temas, os participantes analisarão estratégias de educação da alimentação escolar e iniciativas inovadoras como o fornecimento de alimentos provenientes da agricultura familiar.

Fonte: ONU Brasil

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.