27 de Maio de 2015
FAO: América Latina e Caribe propõem medidas para erradicar a fome na região até 2025

As milhares de toneladas de alimentos perdidos e desperdiçados a cada ano na região da América Latina e Caribe é um dos problemas que a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC) pretende abordar no seu plano para erradicar a fome, destacou nesta segunda-feira (25) a Organização da ONU para Agricultura e Alimentação (FAO).

“A América Latina e o Caribe respondem por 6% dos alimentos que se perdem e são desperdiçados em nível mundial a cada ano, número que bastaria para alimentar quase dez vezes o total de pessoas que passam fome na região”, explicou o representante regional da FAO, Raúl Benitez.

Segundo o relatório da FAO que fala sobre desperdício de alimentos, no México se perde em média 37% dos alimentos com os quais poderiam alimentar mais de 7 milhões de pessoas.

“A boa notícia é que tanto a CELAC quanto os países, as organizações privadas e os consumidores estão reagindo a esse fenômeno”, disse Benitez, destacando que só em 2013 a Rede Global de Banco de Alimentos recuperou 190 mil toneladas de alimentos na região, que foram distribuídos a mais de 12 mil organizações em 15 países.

Segundo a FAO, a CELAC assumiu a meta de acabar com a fome na região até 2025, e através do seu Plano de Segurança Alimentar, Nutrição e Combate à Fome, está impulsionando uma série de medidas para recuperar alimentos e evitar que acabam no lixo.

Fonte: ONU Brasil

Patrocínio
Petrobras