24 de Abril de 2012
Centro Ruth Cardoso promove seminário sobre feminismo

O Centro Ruth Cardoso realiza, em São Paulo (SP), seminário aberto ao público sobre feminismo, nesta terça-feira (24), das 14h30 às 19h30.  Serão formadas duas mesas de debatedoras, sendo a primeira composta por Ana Carolina de Toledo Murgel, Luana Tvardovskas e Norma Telles, sob moderação de Carmen Soares, e a segunda por Ivone Gebara, Lucia Avelar e Margareth Rago, moderada por Lia Z. Machado, ambas com abertura para perguntas.

A primeira mesa, com o tema “Feminismos, Arte e Cultura”, terá como foco a participação feminina na produção cultural do país, em literatura, música e artes plásticas. A segunda mesa, “Feminismos e a reinvenção da política”, vai discutir o papel da mulher nas novas formas da política brasileira (macro e micro-políticas), e como o movimento feminista vem influenciando essas mudanças nas últimas quatro décadas.

Programação

Abertura

Mesa I – Feminismos, Arte e Cultura (com moderação de Carmen Soares, Unicamp)

Poética feminista na canção popular brasileira
Ana Carolina de Toledo Murgel (Unicamp)

Poéticas enfurecidas: feminismos e invenções de si na arte contemporânea brasileira
Luana Tvardovskas (Unicamp)

Discretas andanças por passagens e paisagens na contramão do destino
Norma Telles (PUC/SP)


Mesa II – Feminismos e a reinvenção da política  (com moderação de Lia Z. Machado, UnB)

A política das religiões e a religião das políticas
Ivone Gebara

As mulheres na política brasileira: cenários e desafios
Lucia Avelar (UnB)

Políticas da subjetividade nos feminismos brasileiros
Margareth Rago (Unicamp)

SERVIÇO

Feminismos, política e cultura: mudanças no Brasil contemporâneo
Data: terça-feira, 24 de abril de 2012
Hora: 14h30 às 19h30
Local: Centro Ruth Cardoso – Rua Pamplona, 1005, 1º andar
Jardim Paulista – São Paulo – SP
Tel.: (11) 3372-4340 (com Tamiris Medeiros), ou centrorc@centroruthcardoso.org.br
 

Fonte: Centro Ruth Cardoso

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.