Rede ANDI Brasil

Rede ANDI Brasil - Comunicação pelos Direitos da Criança e do Adolescente

Idealizada e fomentada pela Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI), a Rede ANDI Brasil é uma articulação oficialmente iniciada em março de 2000 entre organizações não-governamentais (ONGs) com foco na defesa e promoção de direitos da criança e do adolescente, e atuação na área da comunicação. A iniciativa tem consolidado sua presença e credibilidade em todo o país na medida em que contribui para mobilizar a mídia e, por conseguinte, a opinião pública em torno das questões relativas aos direitos da criança e do adolescente por meio de ações coletivas e metodologicamente unificadas nas unidades da federação brasileira em que exista instituição integrante.

Nos primeiros anos, as atividades das organizações focadas na efetivação dos propósitos da Rede se consolidaram em um ciclo produtivo que envolvia a produção de sugestões de pautas, o monitoramento da mídia, a elaboração de boletins de clipings e de análises de mídia, e a realização de oficinas e de debates reunindo especialistas e comunicadores. Uma parte importante das ações sempre se voltou à formação de estudantes de Comunicação Social, quer envolvidos como estagiários no trabalho dentro das organizações quer participantes de atividades realizadas em parceria com as faculdades.

Pela aplicação do conhecimento adquirido no acompanhamento e participação nos Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente e no campo como um todo, a Rede criou, em parceira com o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA), o Portal dos Direitos da Criança e do Adolescente, que tem se consolidado como um referência para os atores que atuam em prol da infância brasileira.

Desde 2009, no contexto da 1ª. Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) e, depois, no processo de elaboração da Política Nacional de Promoção, Proteção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, a Rede ANDI Brasil e ANDI, com base na experiência acumulada tanto no campo dos direitos de crianças e adolescentes como da comunicação, têm se dedicado a buscar uma incidência nas políticas de comunicação com a perspectiva da infância e vice-versa. Reunindo importantes atores do Sistema de Garantia de Direitos e especialistas nos diversos pontos pertinentes a esta interface, essa linha de atuação visa dar uma visão de conjunto a um debate que, em geral, ocorre fragmentado, embora a importância que a mídia e as tecnologias de comunicação e informação assumem hoje na socialização e na educação das crianças.

A Gestão da Articulação

A Rede ANDI Brasil hoje está presente em 9 unidades da federação: Distrito Federal, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco e Sergipe. Vivenciando intensa experimentação das possibilidades e desafios oferecidas pelo modelo de rede, e com o aprofundamento desta compreensão, desde outubro de 2005, a Rede ANDI Brasil passa por intensos processo de transformação, em que a descentralização e a co-responsabilização têm especial destaque.

A Secretaria Executiva da Rede, que até 2005 então respondia a ANDI, passou por um período de 2 anos abrigada no escritório paulistano da Cipó e hoje responde a todo o grupo. Os projetos são atualmente assumidos em revezamento por todas as 9 organizações da Rede. São, assim, executados por todos, mas sob a liderança e monitoramento da Secretaria Executiva e da organização proponente em um processo de co-gestão que tem contribuído para a apropriação de conhecimentos por parte das organizações que assumem este papel.

Instituições integrantes

  • Agência de Notícias da Infância Matraca, São Luís (MA)
  • ANDI Comunicação e Direitos, Brasília (DF)
  • Auçuba - Comunicação e Educação, Recife (PE)
  • Catavento Comunicação e Educação, Fortaleza (CE)
  • Cipó Comunicação Interativa, Salvador (BA)
  • Ciranda - Central de Notícias dos Direitos da Infância e Adolescência, Curitiba (PR)
  • Gira Solidário – Agência de Notícias em Defesa da Infância, Campo Grande (MS)
  • Instituto Recriando, Aracaju (SE)
  • Oficina de Imagens – Comunicação e Educação, Belo Horizonte (MG)

Missão

Promover os direitos da criança e do adolescente por meio da comunicação

Objetivos

  1. Defender a infância e adolescência como prioridade absoluta na agência pública
  2. Contribuir para a efetivação do direito humano à comunicação
  3. Fomentar de uma cultura de participação de crianças e adolescentes no campo da comunicação
  4. Fortalecer o Sistema de Garantia de Direitos

Leia a história da Rede na publicação: Da Árvore à Floresta - A história da Rede ANDI Brasil: como uma articulação de comunicadores de todo o País está ajudando a colocar a criança e o adolescente no foco da mídia