18 de Abril de 2013
PR: Regra que facilita reconhecimento faz dobrar registros de paternidade

Veículo: 
Gazeta do Povo

Um ano depois da publicação do Provimento 16 da Corregedoria Nacional de Justiça, que simplifica o reconhecimento tardio de paternidade, o número de pedidos averbados em ofícios do Paraná aumentou significativamente. De acordo com um levantamento da Associação dos Notários e Registradores do Paraná (Anoreg-PR), em Curitiba houve um crescimento de 101% no número de pedidos de reconhecimento de paternidade, de 62, em 2011, para 125, em 2012. No interior, o aumento foi ainda maior. No 1.º Ofício de Londrina, por exemplo, houve um aumento de 200% nos pedidos, que saltaram de 26, em 2011, para 78, no último ano. Antes de 2012, um pai interessado em reconhecer o filho precisava dar entrada na documentação em cartório e esperar o despacho do juiz, que poderia demorar de 90 a 120 dias.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.