10 de Dezembro de 2013
PI: Maternidades não fazem o teste do coraçãozinho

Veículo: 
Meio Norte

Na última sexta (6), o vereador Edvan Silva visitou maternidades de Teresina (PI) a fim de constatar que o Exame de Oximetria de Pulso (teste do coraçãozinho) já estivesse sendo realizado, conforme aprovação de lei proposta por ele mesmo. O projeto que determina a obrigatoriedade da realização do exame em todo recém-nascido nos hospitais e maternidades públicos e privados de Teresina foi aprovado por unanimidade na Câmara, mas vetado pelo prefeito Firmino Filho. Em junho, Filho decidiu que as quatro maternidades da rede pública iriam realizar o exame, e que o início desse atendimento devia acontecer dois meses após sua decisão, tempo necessário para que a Prefeitura realizasse a compra dos equipamentos para as maternidades. "Só que até hoje os recém-nascidos ainda não fazem o exame", disse Edvan. Várias cidades brasileiras, inclusive capitais e até estados, já implantaram o teste do coraçãozinho, por meio de leis de iniciativa de parlamentares municipais e estaduais. O exame deve ser realizado nos membros superiores e inferiores dos recém-nascidos ainda no berçário, entre as primeiras 24 e 48 horas de vida da criança.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.