16 de Setembro de 2014
Não faça cobranças

Veículo: 
Correio Braziliense

A pesquisa do Instituto de Psiquiatria do Kings College London também ressaltou como as experiências vividas influenciam a capacidade cognitiva, o que eles chamam de inteligência do ambiente específico do indivíduo. Ela envolve eventos aleatórios, que, em alguns casos, foram experimentados por apenas um gêmeo participante do estudo. "Todas as experiências fazem parte do meio ambiente específico de cada pessoa e vão desde as biológicas às sociais", conta a estudiosa Rosalind Arden, líder do estudo que relacionam o intelecto a ilustrações feitas por crianças aos 4 anos. Por isso mesmo, a pesquisadora ressalta que os pais não devem se preocupar com os filhos que não desenham conforme a realidade. O mais importante, segundo ela, é mantê-los ativos cognitivamente. Beatriz Kaminski, 15 anos, foi provocada desde cedo. Frequentou até aula de desenho quando menina. "Também fez violino, inglês, natação, ginástica rítmica, escalada... Nem lembro de tudo!", ri a mãe, Helena Toledo Kaminski. Hoje, a jovem frequenta a academia, é escoteira e quer voltar a fazer violino assim que for aprovada no vestibular. Os principais benefícios que as duas sentem com as atividades são maior sociabilidade, foco e concentração.

Tags:

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.