Homens, Mulheres e a Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes em quatro cidades do Brasil – resultados de um estudo qualitativo e quantitativo

Ano: 
2 012
Autor(es): 
Márcio Segundo; Marcos Nascimento; Danielle Araújo e Tatiana Moura

O enfrentamento à violência sexual, abuso sexual e Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes (ESCCA) tem contado com os esforços da sociedade civil e do Estado brasileiro para que a efetivação dos Direitos da Criança e do Adolescente seja uma realidade.

O fenômeno da ESCCA envolve fatores culturais, sociais, econômicos, políticos e legais. Aspectos relacionados com subjetividade, cultura, valores, normas e representações sociais ligam a ESCCA a outros aspectos da vida social mais ampla. O reconhecimento da influência de determinantes sociais ligados ao campo da cultura e dos valores, embora ainda com pouco efeito em políticas intersetoriais, torna-se um passo importante na mobilização social para o enfrentamento da ESCCA.

Com intuito de contribuir para esse debate, o Promundo, com o apoio da Oak Foundation, realizou um estudo para mapear e compreender as percepções de homens e mulheres sobre a ESCCA em quatro cidades do Brasil, procurando entender em que medida as atitudes de homens e mulheres contribuem para sua perpetuação.

Arquivo: