13 de Fevereiro de 2013
Violência em videogames estimula agressividade

Veículo: 
O Globo

Uma nova leva de pesquisas começou a esclarecer o que pode e o que não pode ser dito sobre os efeitos de jogos violentos, cada vez mais realistas. Estudos mostram que cerca de 80% dos garotos americanos em idade de cursar o ensino médio jogam videogames, a maioria títulos violentos. Jogar pode causar impulsos hostis e comportamento moderadamente agressivo num curto prazo, segundo reportagem do jornal americano The New York Times. Ainda não está claro se, em longos períodos, tal hábito aumenta a tendência de uma pessoa cometer um crime violento. Em estudo recente, Christopher Barlett, psicólogo da Universidade do Estado de Iowa, fez 47 estudantes de graduação jogarem "Mortal Kombat: Deadly Alliance" por 15 minutos. Depois, a equipe realizou diversas medições de impulsos físicos e psicológicos.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.