20 de Dezembro de 2013
Vaticano recomenda às escolas católicas que intensifiquem o diálogo com outras religiões

Veículo: 
A notícia foi publicada nos principais jornais do País

A Igreja católica pediu para as suas 209 mil escolas espalhadas pelo mundo que priorizem o diálogo entre as culturas e religiões, respeitando a sua identidade cristã, segundo documento publicado pelo Vaticano. O documento da Congregação para a Educação Católica, intitulado Educar para o diálogo intercultural, destaca que, com o multiculturalismo crescente e as migrações em massa, as escolas católicas recebem cada vez mais alunos que seguem outras religiões ou que são ateus. Por essa razão, o diálogo interreligioso "não deve ser compreendido como um compromisso barato, mas como um diálogo construtivo", declaram seus autores, lembrando que o "diálogo"é uma "palavra-chave" da mensagem do papa Francisco. Em 2011, foram registrados 57,6 milhões de estudantes em 209.670 escolas católicas em comparação com 54,6 milhões em 203.397escolas três anos antes, segundo a mais recente estimativa publicada pelo Vaticano. O crescimento do número de alunos em estabelecimentos católicos na África, Ásia e Oceania compensa a diminuição do numero na Europa e nas Américas. Entre 2008 e 2011,6.273 novas escolas católicas foram abertas em todo o mundo.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.