22 de Julho de 2014
Unicef: mais de 700 milhões de mulheres são forçadas a casar ainda criança

Veículo: 
correiobraziliense.com.br

Mais de 700 milhões de mulheres no mundo se casaram quando ainda eram crianças, denunciou nesta terça-feira (22) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que organiza em Londres uma conferência sobre a luta contra os casamentos forçados e a mutilação genital feminina. A conferência, intitulada "Girl Summit 2014", é co-organizada pelo primeiro-ministro britânico David Cameron, e é a primeira deste tipo, segundo o Unicef. Seu objetivo é conseguir apoios em todo o mundo para colocar fim aos casamentos forçados e à ablação de clitóris, que atinge mais de 130 milhões de mulheres e meninas nos 29 países da África e do Oriente-Médio, onde sua prática é mais frequente, segundo o Unicef. A cúpula redigirá uma "Carta Internacional" pedindo o fim dessas práticas e novos programas para prevenir os casamentos forçados e de meninas em 12 países em desenvolvimento. Entre os participantes da conferência se encontra o pai de Malala Yousafzai, a menina paquistanesa que sobreviveu a um ataque dos talibãs e se converteu em militante a favor do acesso das meninas a escolas.

Patrocínio
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.