30 de Janeiro de 2012
Unicef denuncia a morte de 384 crianças no levante contra o presidente da Síria

Veículo: 
A notícia foi publicada nos principais jornais do País

Em pouco mais de um mês, 77 crianças foram assassinadas na Síria. São 384 crianças mortas desde o início do levante contra o presidente Bashar Al-Assad, em março de 2011. O alerta do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) foi lançado poucas horas antes de o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) reunir-se em busca de consenso para aprovar uma resolução a fim de interromper os assassinatos. "Até 7 de janeiro, 384 crianças morreram, na maioria meninos. Cerca de 380 foram detidas, algumas com menos de 14 anos", detalhou Rima Salah, vice-diretora executiva da organização. Para Mousab Azzawi, coordenador do Observatório Sírio de Direitos Humanos, o número de vítimas já ultrapassou o relatado. Pelo menos 400 meninos teriam sido mortos desde o início da revolta. 

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.