07 de Novembro de 2013
Tumor de testículo ocorre mais em homens jovens

Veículo: 
DCI OnLine

O Centro de Referência em Saúde do Homem, unidade da Secretaria da Saúde de São Paulo gerenciada em parceria com a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), alerta para a prevenção do câncer de testículo, que atinge os homens, principalmente, na faixa etária de 15 a 35 anos, e representa 5% dos tumores urológicos. Hereditariedade, infertilidade e síndromes genéticas são alguns dos fatores de risco atribuídos a esse tipo de tumor. Homens com testículo criptorquídico (que não desceu até o escroto) também têm maior chance de desenvolver a doença. O urologista do Centro, Claudio Murta, explica que a expectativa de cura é maior quando esse tipo de tumor é diagnosticado logo no início. "Depois de tratado, o paciente continua em acompanhamento por um período mínimo de cinco anos", ressalta. Ele esclarece, ainda, que na maioria dos casos o tumor cresce de forma rápida e indolor. Os sintomas se assemelham a uma infecção com dor local, aumento do tamanho do testículo e até febre. A dor está presente em 30% dos casos.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.