15 de Março de 2012
Tribunal condena líder do Congo por recrutar crianças

Veículo: 
A notícia foi publicada nos principais jornais do País

O Tribunal Penal Internacional (TPI) condenou ontem (14) o líder guerrilheiro Thomas Lubanga Dyilo por recrutar e alistar crianças com menos de 15 anos para lutar, entre 2002 e 2003, na República Democrática do Congo. O ex-comandante da União de Patriotas Congoleses, formado em Psicologia e pai de sete filhos, foi considerado culpado de crimes de guerra durante o conflito armado na província de Ituri, no noroeste do país, onde crianças da etnia hema foram obrigadas a lutar contra a etnia lendu em uma disputa pelo controle das minas de ouro na região. A pena será anunciada posteriormente e Lubanga pode ser condenado à prisão perpétua. Os meninos chegaram a servir de seguranças para os chefes do grupo, enquanto as meninas eram responsáveis por atividades domésticas e sofriam abusos sexuais por parte dos comandantes.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.