30 de Outubro de 2013
STF manda São Paulo pôr acesso a cadeirante em escola

Veículo: 
Folha de Vitória

O governo de São Paulo terá de reformar uma escola estadual de Ribeirão Preto para assegurar o acesso de pessoas com deficiência. Os ministros da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) atenderam a um pedido do Ministério Público paulista que reclamava da impossibilidade de cadeirantes terem acesso aos andares superiores do edifício onde está instalada a Escola Estadual Professor Vicente Teodoro de Souza. Durante o julgamento, o relator do processo, ministro Marco Aurélio Mello, afirmou que, embora o recurso trate do caso específico de uma escola, o resultado mostra que é necessário respeitar direitos fundamentais. "Diz respeito a apenas uma escola, mas a decisão vai se irradiar alcançando inúmeros prédios públicos", disse. Entre as dificuldades enfrentadas pelos portadores de necessidades especiais na escola, está a existência de escadas e de barreiras nas entradas e nas quadras de esportes. Conforme informações divulgadas pelo STF, os banheiros não têm os equipamentos necessários para uso seguro por deficientes.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.