11 de Outubro de 2013
SP: Prefeitura endurece regras de avaliação do ensino fundamental

Veículo: 
Folha de S. Paulo

A partir de 2014, as escolas municipais de ensino fundamental de São Paulo (SP) contarão com avaliações e boletins bimestrais, além da ampliação de séries em que o aluno poderá ser reprovado: de duas, passarão para cinco. As medidas foram confirmadas nesta quinta-feira (10) pela Secretaria Municipal de Educação. "Elas vão resgatar a autoridade do professor", diz o secretário Antonio Cesar Callegari. Nesta sexta-feira (11), as escolas municipais não terão avaliações periódicas, boletins e a progressão automática estará em sete dos nove anos do ensino fundamental. Outra novidade é a possibilidade de expulsão e de transferência de escola de alunos com mau comportamento - prática já estabelecida nas escolas particulares. As novas normas fazem parte do conjunto de propostas do programa Mais Educação, anunciado em agosto na gestão do prefeito Fernando Haddad, e passaram por aprovação em consultas a setores da educação e audiências públicas.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.