25 de Janeiro de 2012
SP: Governo consegue derrubar alteração em jornada de professor

Veículo: 
Folha de S. Paulo

O governo de São Paulo conseguiu ontem (24) derrubar decisão judicial provisória que alterava a proposta de jornada de trabalho dos professores. A medida foi tomada em segunda instância, até que o mérito seja julgado. Na semana passada, em primeira instância, a Justiça determinou que a gestão de Geraldo Alckmin (PSDB) transferisse sete aulas semanais dos professores da educação básica para suas jornadas extraclasse, como correção de provas.Para o governo, deveria ser transferida só uma aula (para docentes com jornada semanal de 40 horas). O estado busca cumprir lei federal que exige que 33% da jornada seja fora de aula. O desembargador Antonio Celso Cortez considerou "razoável" a medida. A presidente do sindicato dos professores, Maria Izabel Noronha, diz que pode haver greve caso a decisão não seja favorável à categoria.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.