15 de Fevereiro de 2016
SP: Geladeiras viram minibibliotecas e estimulam troca de livros em Limeira

Veículo: 
Globo.com

Um programa lançado na última sexta-feira (12) em Limeira (SP) transforma geladeiras antigas em minibibliotecas. São as "geladeirotecas". Segundo a Secretaria Municipal de Cultura, os livros podem ser retirados gratuitamente e levados para casa. Em troca, basta o leitor doar outro título em bom estado. Em Piracicaba (SP), integrantes da Casa do Hip Hop também instalaram uma geladeira "recheada" de poesia, literatura de cordel, obras de grandes autores brasileiros e até enciclopédias na área de lazer da Rua do Porto. A primeira unidade do programa em Limeira foi instalada no Teatro Vitória, que fica na Praça Toledo Barros, no Centro da cidade. De acordo com a secretária de Cultura, Gláucia Bilatto, a ideia é implantar outras cinco geladeirotecas na cidade, sendo que a próxima funcionará na sede da Prefeitura, no Edifício Prada. “Os livros têm a missão de levar as pessoas a outros lugares, de despertar o pensamento e a reflexão. Nossa proposta é facilitar o acesso à cultura”, afirmou. Gláucia comentou também o caráter ambiental do projeto, que dá nova destinação a um eletrodoméstico que levaria centenas de anos para se decompor. Antes de virar uma geladeiroteca, porém, o equipamento passa por um processo de recuperação. Entre os livros disponíveis na primeira unidade estão os de autores brasileiros como Machado de Assis, Graciliano Ramos e Luis Fernando Veríssimo.

 

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.