12 de Setembro de 2014
SP: Exploração de crianças é denunciada

Veículo: 
Jornal do Commercio

A revista Vogue Kids, encartada neste mês com a Vogue, foi criticada em redes sociais e acusada por um instituto de ter publicado fotos de crianças em poses sensuais, vestidas de biquíni. Em algumas imagens, elas aparecem deitadas e com pernas abertas. Queixas sobre o ensaio “Sombra e Água Fresca” se espalharam em redes sociais e chegaram nesta quinta-feira (11) ao Ministério Público federal e estadual e à Polícia Federal. Os órgãos avaliarão o caso. Procurada, a revista afirmou que não foi notificada e não tem nada a declarar sobre o assunto. O Instituto Alana, organização de defesa dos direitos das crianças, é autor de uma das acusações. “São garotas em poses sensuais e [existe] uma clara adultização precoce dessas crianças”, afirma a psicóloga Laís Fontenelle, que integra a entidade. Para a psicóloga, as meninas estão fazendo propaganda das roupas, o que é vetado pelo Conselho Nacional dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (Conanda), órgão ligado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência. Resolução deste ano do órgão proíbe a publicidade direcionada a crianças.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.