04 de Novembro de 2013
Soja e alimentos integrais podem fazer mal às crianças, diz nutricionistas

Veículo: 
GP1

Quando o assunto é alimentação saudável, os alimentos integrais e a soja aparecem sempre no topo da lista. São de fato muito benéficos à saúde, mas as crianças, no entanto, devem consumi-los com muita moderação, pois o excesso desses alimentos pode prejudicar o crescimento e proporcionar alterações hormonais, explicam nutricionistas. "A soja possui fitoestrógeno, que é uma substância vegetal parecida com o estrógeno, o hormônio feminino. Este fator parece sim interferir no desenvolvimento de crianças que consomem um volume exagerado. Os resultados ainda não determinaram um consenso científico, por isso a nossa recomendação é não exagerar no consumo, muito menos consumir diariamente", explica a nutricionista Paola Moreira, da Super Healthy. Por ser alergênico, esse grão não deve ser consumido antes dos seis meses de idade, afirma Fabiana Honda, nutricionista da PB Consultoria em Nutrição, que recomenda que as crianças que substituem o leite de vaca pelo de soja devem aumentar o consumo de outros alimentos fontes de cálcio.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.