05 de Julho de 2012
Senado aprova licença para pai que adotar criança

Veículo: 
A notícia foi publicada nos principais jornais do País

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (04) o direito à licença-paternidade de 120 dias ao homem que, sozinho, adotar uma criança. O pagamento pela Previdência Social no período de afastamento será no mesmo valor atualmente pago às mulheres. A proposta estabelece ainda que a licença será remunerada para homens e mulheres, independentemente da idade da criança adotada. Assim, acaba o escalonamento do benefício, como prevê a legislação em vigor. Também terão direito os adotantes que ainda estiverem no período de guarda judicial. Dados da Comissão de Assuntos Sociais, que aprovou a matéria, mostram que existem 29 mil crianças e adolescentes em abrigos, sendo que 4.656 estão aptos para adoção. Já o número de pretendentes a pais adotivos cadastrados é de 27 mil.

Tags:

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.