06 de Junho de 2014
Segue angústia das mães

Veículo: 
Diário de Pernambuco

Três adolescentes que fugiram do ataque do Boko Haram a uma escola pública, na cidade de Chibok, estado de Borno, na Nigéria, se reuniram nesta quinta-feira (5) com organizações de ajuda humanitária e com o congressista norte-americano Louie Gohmert. O republicano viajou ao país para se encontrar com as meninas e com familiares das vítimas. Em 14 de abril passado, 276 estudantes foram raptadas pelo grupo extremista – 219 continuam em poder dos sequestradores. No último sábado (31), quatro adolescentes conseguiram fugir, segundo informações divulgadas por autoridades locais. Mães emocionadas e desesperadas agradeceram os esforços internacionais e relataram um pouco do sofrimento das famílias. "Eu disse, 'Por que, senhor?’ Essa escola é a nossa esperança. Essa é a única coisa que nos beneficiamos do governo", lamentou Esther Yakubu, ao lembrar da noite da tragédia, quando, além de levar as alunas, os extremistas incendiaram o colégio. "Nós agradecemos aos homens brancos que estão ajudando a encontrá-las", completou ela.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.