14 de Fevereiro de 2014
Rússia proíbe adoção de crianças por casais de países onde união gay é legal

Veículo: 
Jornal do Commercio

O governo da Rússia proibiu a adoção de crianças por casais homossexuais e por cidadãos solteiros de países onde a união gay é legalizada. A medida afeta o Brasil. Pela lei, pessoas do mesmo sexo, casadas conforme a legislação dos países que permitem esse tipo de união, assim como aqueles que forem solteiros, não poderão adotar crianças russas. A medida, segundo o governo, visa implementar modificações de normas de adoção referendadas em lei aprovada em junho do ano passado no Parlamento. Essa era uma das modificações que constavam do Código de Família. A nova legislação afeta, além do Brasil, outros 14 países. Os Estados Unidos também não podem adotar crianças russas, mas por retaliação à ameaça de sanções americanas contra Moscou.

Tags:

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.