29 de Novembro de 2013
RN: Atendimento infantil é prejudicado

Veículo: 
Tribuna do Norte

Com data anunciada para fechar o Pronto-Socorro Infantil (PSI) no Hospital Regional Deoclécio Marques de Lucena, o município de Parnamirim (RN) não tem condições estruturais de receber a demanda que ainda chega à unidade. Diferente do que afirmou a diretora do hospital, Elizabeth Carrasco, de que o atendimento acaba no domingo (1º), médicas de plantão asseguram que será encerrado nesta sexta-feira (29), às 19h. A partir de então, unidades do município ficarão responsáveis pelo atendimento básico do serviço público de saúde. Na manhã de quinta-feira (28), o PSI já funcionava em um cômodo menor, com capacidade para dois leitos e um berço. Segundo Ana Silmara, pediatra de plantão, apenas uma criança estava em observação no momento que a reportagem esteve no local. Enquanto isso, a antiga sala, ainda de paredes coloridas e com adesivo "PSI" na porta, já abrigava pacientes adultos. Entre os postos que têm PSI está a Unidade de Pronto Antedimento (UPA) do bairro de Rosa dos Ventos, onde a demanda diária média varia entre 60 e 70 atendimentos.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.