03 de Abril de 2012
RJ: Maternidade na Baixada Fluminense ficou apenas no papel

Veículo: 
O Dia

Um ano e seis meses. Este é o tempo de atraso da inauguração do Hospital da Mãe, em Mesquita (RJ). A unidade deveria estar funcionando desde outubro de 2010. Se tivesse sido inaugurada na data prevista, já teria atendido 36 mil mulheres moradoras de vários municípios da Baixada Fluminense e realizado 6.912 partos até hoje. Enquanto isso não acontece, gestantes que moram em frente ao Hospital da Mãe precisam se deslocar a outros municípios para dar à luz. A Secretaria Estadual de Saúde informou que a unidade “aguarda o trâmite de implantação das OSs (Organizações Sociais)”, e que o edital de convocação será publicado hoje no Diário Oficial. “A unidade poderá ser inaugurada no final do primeiro semestre de 2012”, afirma. Já a Prefeitura de Mesquita diz que “não tem qualquer gerência sobre o hospital”.

Patrocínio
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.