18 de Outubro de 2013
RJ: Crianças sonham com dias de paz com instalação de UPP na Maré

Veículo: 
Extra Online

Um lugar calmo, sem guerras entre comunidades, sem drogas, bandidos ou mortes de inocentes. Esse é o desejo de um adolescente morador da Favela Baixa do Sapateiro, no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro (RJ), quando o assunto é pacificação. Redações de alunos do Projeto Uerê - ONG que atende a 430 crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem - revelam o que eles acreditam que acontecerá na área, a próxima a receber uma UPP, quando acontecer a ocupação policial. Nas últimas duas semanas, a guerra entre traficantes foi acirrada na região, porque muitos criminosos fugiram para lá com a pacificação do Complexo do Lins. Nos textos, os jovens atendidos pelo Projeto citam o que consideram ser o lado bom e o ruim da pacificação. Um consenso entre eles é a crença de que os confrontos diminuirão. Nas redações, os alunos dizem ainda que esperam poder ir e vir com tranquilidade na região. Além de almejarem por saneamento e melhores escolas. "As crianças poderão ir à escola com segurança e os professores que moram longe poderão entrar aqui sem medo", diz um dos textos.

Patrocínio
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.