31 de Julho de 2013
RJ: Adutora rompe e mata criança

Veículo: 
A notícia foi publicada nos principais jornais do País

O rompimento de uma adutora no bairro de Campo Grande, na zona oeste do Rio, matou uma criança de três anos, feriu outras 16 pessoas, destruiu 17 casas e deixou 70 desalojadas. Mais 16 imóveis foram parcialmente atingidos e 72 pessoas ficaram desabrigadas por alagamentos. No fim da manhã, o governador Sérgio Cabral (PMDB) e o prefeito Eduardo Paes (PMDB) estiveram no local e foram hostilizados por moradores. O acidente com a tubulação da Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae) ocorreu na Rua do Encanamento, transversal à Estrada do Mendanha, uma das principais vias de Campo Grande. Bombeiros que chegaram ao local logo depois do acidente contaram que o jato de água atingiu uma altura de 20 metros. Trechos de pelo menos três ruas ficaram alagados e intransitáveis. A menina Isabela Severo da Silva morreu afogada ao ficar presa sob um muro, que desabou com a força da correnteza que se formou no quintal da casa onde morava com a mãe, Rebeca Severo.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.