18 de Dezembro de 2013
PR: Vulneráveis, mas com notas acima da média

Veículo: 
Gazeta do Povo

Mudança na linha pedagógica, reforço escolar e participação dos pais. Essas foram as principais estratégias adotadas pelas 31 escolas paranaenses que atendem a alunos em regiões de alta vulnerabilidade social, mas que obtiveram desempenho acima da média no último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), de 2011. As instituições foram mapeadas pela Fundação Lemann e compõem um quadro de 215 unidades educacionais que nadaram contra a maré para oferecer uma educação de qualidade aos seus estudantes. Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, teve 15 escolas das 31 unidades selecionadas pelo estudo. Uma delas é a Professora Suzana Moraes Balen, onde os pouco mais de 230 alunos matriculados no ciclo 1 do ensino fundamental (1º ao 5º ano) conseguiram superar o baixo perfil socioeconômico e aumentaram de 4,7 para 7,5 a nota no Ideb ficando 47% acima da sua própria meta e passando as médias nacional (4,7) e estadual (5,4).

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.