21 de Agosto de 2013
PR: Mais de 430 alunos temem fechamento de unidade da Apae

Veículo: 
Diário de Guarapuava Online

Caso o Plano Nacional da Educação seja aprovado no Congresso com certas emendas, a partir de 2017 essas entidades não poderão mais receber recursos e convênios públicos – comprometendo a maior parte do custeio das estruturas, do fornecimento de profissionais e, por consequência, inviabilizando o funcionamento das escolas e dos serviços de saúde mantidos pelas Apaes. Para a diretora da Apae em Guarapuava, professora Elisandra Schroeder, a inclusão compulsória nas escolas públicas pode ser danosa aos alunos que precisam de educação especial. "Nós trabalhamos com o enfoque da inclusão. Não só educacional, mas social e para o mercado de trabalho. Aqui os alunos têm apoio pedagógico, estudam em turmas reduzidas de seis alunos, e em alguns casos, com transtornos globais de desenvolvimento [quando o aluno sofre de várias deficiências], temos atendimento exclusivo de professor especialista. Então tem todo esse cuidado, respeitando o desenvolvimento de cada um", frisou.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.