20 de Maio de 2014
PR: 25% dos crimes são praticados pelo pai

Veículo: 
Folha de Londrina

Quando se fala em abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, a maioria das violações é cometida dentro da própria família da vítima. Os genitores são responsáveis por um quarto das agressões. O Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) 3, em Londrina (PR), responsável pelo apoio psicossocial a crianças e adolescentes, na faixa etária de 0 a 18 anos, vítimas de violência, atende atualmente a 1.216 crianças agredidas, das quais 706, ou 58%, sofreram abusos sexuais. Desse total, em 62% dos casos (437) a exploração sexual aconteceu dentro da própria família. O Centro atende a crianças e adolescentes após notificações de casos confirmados ou suspeitos revelados por entidades que compõem a Política de Proteção Social Especial, como escolas, unidades básicas de saúde (UBS), organizações filantrópicas e a própria comunidade. A média é de 40 novos casos por mês. A vítima e também a família recebem acompanhamento interdisciplinar com o objetivo de orientar os familiares a proteger a criança de novos abusos.

Patrocínio
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.