11 de Janeiro de 2012
Piso nacional de professor deve ter reajuste de 22%

Veículo: 
A notícia foi publicada nos principais jornais do País

O governo deve pretende confirmar um reajuste de 22% no piso nacional dos professores. O índice, que representa a variação no valor mínimo de investimento por aluno do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) entre 2011 e 2012, reajusta o salário base dos atuais R$ 1.187 para R$ 1.450 mensais. Apesar da pressão de prefeitos e governadores, que alegam não poder arcar com o aumento acima da inflação do salário mínimo e dos professores, a tendência do governo é manter a lei como está. Qualquer valor inferior aos 22% abriria espaço para contestação judicial ou teria de ser apresentado com uma mudança na lei. A lei que criou o piso diz que o reajuste será feito a cada mês de janeiro, no mesmo porcentual da atualização do valor do Fundeb, e indicará o menor valor básico para os professores por 40 horas-aula semanais. O ministro da Educação, Fernando Haddad, espera os dados consolidados do Tesouro Nacional para fechar o valor final do reajuste. É improvável, no entanto, que o valor seja menor que os 22% calculados.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.