09 de Janeiro de 2012
Pesquisa mostra que filhos de pais fumantes têm 35% mais chances de desenvolver leucemia

Veículo: 
Zero Hora
Jornal de Brasília
Folha de S. Paulo

Além das mulheres que pretendem engravidar, pais e futuros pais também devem evitar o consumo do cigarro. Estudo feito em Perth, na Austrália, indica que filhos de homens que fumavam mais de 15 unidades por dia na época da fecundação têm 35% mais chances de desenvolver leucemia, o tipo mais comum de câncer infantil. Os especialistas entrevistaram famílias de quase 400 crianças com leucemia linfoblástica aguda sobre os hábitos dos pais. A equipe comparou esses dados com informações de mais de 800 crianças com idades similares, mas que não tinham tumores. O tabagismo materno não teve impacto no risco de desenvolver câncer, mas quando os pais eram fumantes, o risco aumentou. O resultado é que a fumaça do tabaco pode danificar o DNA do espermatozóide e ele, mesmo assim, fecundar um óvulo.

Proibição no DF – Na cidade de Brasília (DF), foi proibido o consumo de "cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou qualquer produto fumígero" em carros que transportem gestantes, crianças ou adolescentes. A multa para quem desrespeitar a regra será de, no mínimo, R$ 500, com possibilidade de retenção do veículo. Publicada no Diário Oficial do Distrito Federal em 29 de dezembro, a lei entra em vigor 90 dias após dessa data, mas ainda precisa ser regulamentada.

Tags:

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.