24 de Maio de 2013
PE: Gestantes sofrem por falta de médicos

Veículo: 
Jornal do Commercio

Gestantes que buscaram atendimento ontem na maternidade do Hospital Tricentenário, em Bairro Novo, Olinda, sofreram com a falta de médicos. Algumas chegaram por volta das 16h e, até às 21h, não tinham sido atendidas. Os casos eram os mais variados: gestantes com dores e outras com sangramentos. Uma jovem de 19 anos disse que fez uma ultrassonografia numa clínica privada pela manhã, onde havia sido constatada a morte do feto. Ela procurou o Hospital Barão de Lucena e fez novo exame. “Fui para lá de manhã e esperei a tarde toda para ser transferida aqui pro Tricentenário. Cheguei 18h e até agora (21h) não fui vista por um médico. Não sei se vou conseguir ser operada”, informou a gestante. Outra jovem, grávida de dois meses e meio, sentia falta de ar e febre e também não conseguiu ser atendida.

Patrocínio
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.