16 de Fevereiro de 2017
PE: Exposição traz reflexão sobre o trabalho infantil no Recife

Veículo: 
Diário de Pernambuco

O Mistério Público do Trabalho, em parceria com o Plaza Shopping, realiza uma exposição sobre o trabalho infantil em Pernambuco. A mostra "Não Cale!" ficará instalada entre os dias 16 de fevereiro e 2 de março, no Piso L4 do mall, no bairo de Casa Forte, Zona Norte do Recife.

A exposição faz parte de uma campanha nacional, intitulada “Trabalho infantil: Se você se cala, ele não para”, que o Mistério Público do Trabalho inaugura no Recife. Além das fotos, também serão colocados objetos que refletem as realidades de choque vivenciadas por crianças e jovens que têm sua escola, a diversão e sua infância negadas por causa do trabalho infantil.

Segundo os dados do IBGE, entre 2013 e 2015, o trabalho infantil aumentou 4,5% no Brasil. Há 3,3 milhões de crianças e adolescentes com idade entre 5 e 17 anos que trabalham de alguma forma. Desse total, meio milhão tem menos de 13 anos e a maioria (62%) trabalha no campo, com a agricultura.

No Brasil, o Ministério Público do Trabalho tem como objetivo promover, monitorar e coordenar a ação contra as diversas formas de exploração do trabalho infantil e adolescente, dando um tratamento uniforme e coordenado para este problema. Grande parcela desses jovens vivem na pobreza e são forçados a complementar a renda familiar, muitas vezes fazendo tarefas pesadas e perigosas.

De acordo com o procurador do trabalho, Eduardo Varandas, a ação tem o objetivo de conscientizar e convocar as pessoas para assumir o papel de proteger esses jovens através da denúncia. “Uma das metas prioritárias do Ministério Público do Trabalho é prover a proteção integral à criança e ao adolescente. Precisamos mudar essa mentalidade de que é melhor estar trabalhando do que roubando. A exploração da mão de obra infantil é grave, lesivo e pode levar ao uso de drogas e a criminalidade. Toda criança precisa ter acesso a infância”, destacou o procurador.

 

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.