26 de Setembro de 2013
Patrulha Escolar não funciona durante a noite

Veículo: 
Jornal do Commercio

A atuação da Patrulha Escolar dentro de 140 escolas estaduais de Pernambuco não contempla o período noturno. Mais de 500 PMs armados atuam, desde o final de julho, em 110 unidades de ensino do Grande Recife e outras 30 do interior consideradas de alto risco pela Secretaria de Educação do Estado. Os turnos de serviço, no entanto, se encerram no máximo às 22h30. Nas escolas com menos de mil alunos, o trabalho é apenas diurno e num plantão de oito horas. As lacunas ficam a cargo dos convênios com empresas de segurança patrimonial. De acordo com o coordenador da Patrulha Escolar, major Cláudio dos Santos Silva, por mês, PMs de folga realizam 4.130 turnos em escolas estaduais. Segundo ele, os casos mais comuns antes da ação policial eram ligados ao tráfico de drogas na porta dos colégios por meio do aliciamento de alunos, atos de vandalismo e depredação, roubo e brigas entre estudantes ou entre professores e alunos. Ele conta que, nos locais onde a Patrulha Escolar atua, as estatísticas foram reduzidas a zero.

Patrocínio
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.