24 de Julho de 2013
Partos normais são maioria no sistema de saúde do Reino Unido

Veículo: 
Folha de S. Paulo

O parto normal da duquesa de Cambridge não é nada mais que um fato corriqueiro no sistema de saúde do Reino Unido, onde só um quarto dos nascimentos acontece por via cirúrgica. No Brasil, o quadro é diferente. A cesárea responde por 52% dos partos. Na rede privada, já há cerca de 10 anos, a fatia dos partos cirúrgicos fica em torno de 80%. Mas é na rede pública que o parto normal vem perdendo espaço nos últimos anos, segundo números do próprio Ministério da Saúde. Um dos principais problemas da opção pela cesárea quando não há indicação médica para a cirurgia é a antecipação do parto, que pode levar ao nascimento de bebês com baixo pesoou no limite da prematuridade. Pesquisa divulgada recentemente pela Fiocruz mostrou que 10,5% dos bebês nascidos no Brasil são prematuros. De acordo com os pesquisadores, que ainda vão investigar os motivos desse fenômeno, a antecipação do parto aliada à falta de precisão do cálculo da idade gestacional pode responder por parte dos casos de prematuridade.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.