14 de Outubro de 2013
Paraíba tem apenas quatro hospitais infantis e 462 pediatras

Veículo: 
Correio da Paraíba

Em cinco anos, de 2008 a 2012, 5.948 crianças paraibanas (entre zero e 11 anos) morreram vítimas de doenças - uma média de 1.487 mortes por ano, quatro a cada dia. O preocupante é que muitos desses óbitos poderiam ter sido evitados se a assistência à saúde fosse realmente universal. A Paraíba tem 84 unidades de saúde que atendem a crianças, mas apenas quatro delas são exclusivamente infantis, e algumas não têm nenhum pediatra. O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM/PB) reconhece que o estado está carente de pediatras. São 462 para mais de 570 mil crianças - 320 a menos, considerando a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) de 20 especialistas por 100 mil habitantes. A quantidade de leitos infantis também é insuficiente, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP/PB): são 1.427 gerais (sendo 1.275 do SUS), 68 em UTIs e 80 em UTIs neonatais.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.