06 de Maio de 2013
Papa pede união na luta contra a pedofilia

Veículo: 
Correio Braziliense

Pela primeira vez desde que assumiu o comando da Igreja Católica, o papa Francisco falou aos fiéis sobre um dos temas mais espinhosos para a instituição nos últimos tempos: as denúncias, vindas de todas as partes do mundo, contra padres pedófilos. Sem citar especificamente os escândalos que abalaram a instituição nos últimos tempos, durante uma missa celebrada ontem (5) na Praça de São Pedro, o sucessor de Bento XVI declarou que todos devem se comprometer em proteger e defender as possíveis vítimas de abusos, em particular, as crianças, as quais considerou fazerem parte “do grupo dos mais vulneráveis”. “Queria assegurar (às vítimas de abusos) que estão presentes em minhas orações”, ressaltou. O pontífice aproveitou para fazer uma saudação especial à associação Meter, uma ONG religiosa que luta, há mais de 20 anos, contra todos os tipos de abuso, incluindo o sexual, cometidos contra crianças e adolescentes.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.