15 de Fevereiro de 2013
PA: Rede de prostituição é descoberta na região de Altamira

Veículo: 
Jornal do Commercio

A Polícia Civil do Pará desarticulou um suposto esquema de prostituição ilegal para atender principalmente trabalhadores da hidrelétrica de Belo Monte, que vem sendo construída na região de Altamira, a 900 quilômetros de Belém. Foram deflagradas duas operações em 24 horas, com a retirada de 16 mulheres e de uma travesti de uma boate localizada a cerca de 20 quilômetros de dois canteiros de obras da hidrelétrica. As ações ocorreram após uma adolescente de 16 anos ter feito denúncia ao conselho tutelar anteontem, alegando que havia fugido da boate Xingu. Procurado por telefone, o empresário Adão Rodrigues, dono da boate, afirmou que a operação foi uma coisa armada porque ele não permitiu que a adolescente autora da denúncia trabalhasse no estabelecimento, ao descobrir que ela não tinha 18 anos.

Patrocínio
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.